23/12/10

eu passo a explicar. sei que sou uma pessoa estranha. sei que por vezes nem eu própria me entendo. a minha boca anda sempre um passo à frente do meu cérebro. sei que digo coisas sem sentido nenhum. sei que ás vezes sou tão extrovertida que até irrita. and that's the point.
e sabem o que me deprime ? é isto que me rodeia não aguentar comigo. chamem-lhe de humor negro, mas pelo menos é humor!  e eu, ao contrário de vocês, pelo menos faço um esforço para dar uma chance à felicidade. e não o faço por mim, faço-o por todos vocês que reclamam que o natal já não é o que era, que a vida é tãão stressante, que não vale a pena fazer tostas mistas porque 'é só pra mim', que não vale a pena sentirmo-nos bem porque é só para estar em casa, que estão fartos de trabalho e só vos apetece dormir, que não vos apetece sair porque está frio.
vivam, vivam assim essa vida deprimente que parecem gostar, caso contrário fariam algo para mudar, ou melhor, deixavam os outros mudá-la. eu gostava que fossem felizes como eu sou, aceitando a minha boa disposição em vez de a ver como algo que não devesse existir visto que o estado natural do mundo nos tempos que correm é a depressão.
deixem-me viver, nem que seja só com os meus botões.
tenho dito.

6 comentários:

  1. eu tenho daquelas conversas comigo próprio ao mesmo tempo que falo com ela x)

    boa sorte com a tua vida :o

    ResponderEliminar
  2. escreves tão mas tão bem princesa :o
    temos de repetir uma noite como aquela no salão *.*

    ResponderEliminar
  3. fala com a joana e fazemos já para a passagem de ano ahahah (a)

    ResponderEliminar
  4. sempre te deixei viver, não reclames :c

    ResponderEliminar